Pesquisa aqui por favooor!

24 de dezembro de 2010

27 de julho de 2010

Frutinha 2.0

A piada é boba, mas tá me perseguindo há dias rsrs...

26 de julho de 2010

Semear amor


Praqueles dias em que você sente o amor fluir em você, como o mar batendo um surfista contra as rochas.

O desenho é antigo mas só consegui finalizar hoje (dá um desconto que eu fiz no ônibus vai). Tava tentando praticar no Painter mas como em casa não tenho tempo pra mais nada vai com o velho lápis de cor mesmo, ou então eu não atualizo isso aqui nunca. :P

7 de abril de 2010

O dia em que o Rio parou ou, o Haiti é aqui

Sabe aquele filme 2012? Pois é, acho que ele se antecipou e resolveu entrar em cena logo...


Tudo começou com a chuva que caia torrencialmente desde ontem. O Rio alaga, o trânsito fica um caos... Até aí nenhuma novidade. Foi por isso que não me surpreendi quando abri minha janela hoje de manhã e dei de cara com a correnteza que havia tomado o lugar da minha rua. É em dias assim que você se dá conta que o seu bairro se chamar “Rio Comprido” faz todo o sentido do mundo. Me armei com minhas galochas e parti pro rio. Quer dizer, pra rua.


Fui andando inocentemente até o ponto de ônibus, com água até a canela, e fiquei esperando... Esperando... E esperando fiquei e não passava nada. Nem ônibus, nem van, nem kombi, nem um bote de resgate dos bombeiros, nada. Depois de 1h esperando comecei a desconfiar que ir pro trabalho poderia não ser tão simples assim.

Nisso o cenário começava a ficar meio caótico: carros desviando de ruas alagadas de ré, indo pela contramão, pedestres caminhando pelo meio da rua porque não dava pra enxergar mais onde era a calçada... Coisa bonita de se ver.


Resolvi então usar de outro estratagema e pegar o Túnel Rebouças. Peguei. E não larguei mais. Fiquei lá por umas duas horas mais ou menos. Parada, de ônibus, no meio do túnel. A única coisa que passava além dos motoboys era a imagem da minha cama e que eu não devia ter saído dela.

Nisso um monte de gente já tinha saído do ônibus e tava voltando a pé. Pensei com os meus botões: é mais seguro ficar sentadinha no ônibus esperando. Até uma senhora perto de mim comentar “É... Da outra vez que teve essa chuva toda desceram do morro e fizeram arrastão nas pessoas que tavam paradas no túnel...” Foi aí que comecei a mudar de perspectiva.


A cena era parecida com a daqueles filmes de catástrofe: uma fila infinita de carros parados dentro do túnel e várias pessoas fora dos carros, esperando, conversando com os vizinhos ou grupos nômades se deslocando no meio do caos. Fui com esse bonde.


Cara, quando você passa de carro você não se dá conta do tamanho daquela droga de túnel. É túnel pra cacete, e eu já tava no meio do SEGUNDO! Tô eu, a pé, andando no sentido contrário dos carros no meio de um túnel que NÃO TEM CAMINHO PRA PEDESTRE quando de repente os carros desaparecem. Os que estavam parados continuavam lá mas não vinha mais nenhum, algo tinha interrompido o fluxo e não tava vindo mais trânsito. Achei estranho, mas continuei andando. Foi mais à frente que, de longe, vi o que tava acontecendo: tinham interrompido o fluxo porque tinha um ônibus voltando de ré. E ele já tava quase terminando de fazer a manobra. Traduzindo: o fluxo de carros ia ser restabelecido e eu tava andando a pé num túnel SEM CAMINHO PRA PEDESTRE!


Não comecei a correr porque não seria adequado a uma dama, mas digamos que eu comecei a andar mais rápido pra evitar ser atropelada pela quantidade maciça de carros que viria na minha direção. Nisso o ônibus de turismo estava terminando a manobra de retorno (vulgo balão, baianada ou cavalo de pau, como preferirem).

Note que eu estava exatamente entre um túnel e outro, ou seja: ainda havia mais um túnel inteeeeiro pra percorrer E com o bônus do trânsito que ia ser liberado! Sendo assim as minhas opções eram:

  1. Me embrenhar no outro túnel a pé (e que aliás estava sem luz, pra aumentar a diversão);

  2. Ficar esperando no limbo entre os dois túneis pelo helicóptero dos bombeiros, ou construir um abrigo e viver lá;

  3. Me infiltrar no ônibus de turismo no meio de um monte de desconhecidos e fingir que eu era do grupo do passeio como se nada tivesse acontecido.

Então como eu estava sem lanterna nem meu canivete suíço...

A hora que o ônibus parar eu conto pra vocês onde estamos indo. ; )


PS: Este post era pra ter sido publicado ontem, mas como a Net lá em casa caiu... ¬¬

24 de março de 2010

Glee - Imagine

Geralmente só posto meus desenhos aqui, mas um amigo surdo me enviou esse vídeo sensacional, que vale a pena ser divulgado. É um episódio da série Glee, com um coral surdo "cantando" em linguagem de sinais. Muito bom.

PS: O gesto com as mãos que as pessoas que estão assistindo fazem no final significa 'aplauso'.


video

9 de dezembro de 2009

Rubin kun kenobi


Personagem cosplay de Obi Wan.

Para tentar aliviar a dor nos olhos causada pelo desenho anterior. ¬¬

O câncer do jardim de infância


Porque tem assunto que é melhor tratar com discrição... Em qualquer idade.

Primeiro teste com o Painter.
Impressões: tenho q praticar muito ainda T_T

27 de novembro de 2009

Tai Chi - Wushu


O que me lembra que eu preciso voltar a treinar... T_T

Desenho do amigo ilustrador Anderson Barros. Domo arigatô! ^^

24 de novembro de 2009

Você tem 1 dia restante...

Eu nunca fui de acreditar em mensagens apocalípticas, mas estou começando a me preocupar...
(Na falta de tempo pra finalizar os desenhos a gente vai inventando outras coisas!) xD

1 de outubro de 2009

Julinha (coisa fofa da tia!)


E esse sorriso torto não é invenção minha. É dela mesmo. x ) Mas claro que pessoalmente é muito mais bonito.
A tia promete que finaliza quando tiver tempo tá? rsrs...

18 de setembro de 2009

15 de setembro de 2009

Gato da cara preta


Pra vocês verem como a auto escola foi produtiva hoje...
Tudo bem q eu tenho problemas com prioridades, mas estou tentando otimizar o tempo - neste caso, o tempo da minha aula teórica na auto-escola, que é chata de doer!

11 de setembro de 2009

All you need is love!


Pintado no Photoshop, pra variar.
Cantem todos!

There's nothing you can do that can't be done
Nothing you can sing that can't be sung
Nothing you can say but you can learn how the play the game
It's easy

There's nothing you can make that can't be made
No one you can save that can't be saved
Nothing you can do but you can learn how to be you in time
It's easy

All you need is love
All you need is love
All you need is love, love
Love is all you need!

6 de setembro de 2009

One little indian


Eu tenho um fraco por desenhos tipo "ooooooonh!!!". Fazer o quê?

21 de agosto de 2009

Adóóóro - gente escandalosa em lugar público


Afinal de contas, eu tinha q voltar a postar desenhos algum dia né? ^^

Tá bom, tá bom, pode parecer meio rabugento da minha parte, mas ninguém merece você sentar pra almoçar com seus amigos e conseguir ouvir melhor a conversa da outra mesa que a da sua... ¬¬

Adóóóro!!! x |